Publicado por: Daniela | 6 novembro, 2008

Liderança para Teatro

teatro_mascaras       

 “Fomos chamados a nos levantar, a descruzar os braços,

mostrando nossa vida em forma de ‘ação’, falando ao coração”.

            O líder para o teatro, apesar de normalmente surgir de um desafio corajoso sem muito preparo nem técnica, também é chamado por Deus para atuar nesta área. Mas como proceder quando este talento vem à tona? A primeira providência seria se preparar para esta função. Deveria por quê? Não é? Muitos envolvidos com o teatro na igreja (não só o líder, mas os atores também) acham que “basta querer, não precisa estudar” e é aí que está o grande erro, só porque é pra igreja pode ser de qualquer jeito? Para Deus sempre o melhor! Então vejamos algumas dicas:

Características do líder: O líder deve ser capaz de unir os componentes num propósito comum, inspirá-los e conduzi-los. Deve ser observador e criterioso, além de ser polido para que tenha facilidade de dar sugestões ao trabalho dos outros sem que se sintam inferiorizados ou ofendidos. Deve ter personalidade firme e influência sobre o grupo. Deve conduzir os ensaios com seriedade e sinceridade, valorizar o potencial de cada ator, esclarecer sobre as responsabilidades do trabalho e estabelecer regras a serem cumpridas. Deve ser humilde e saber que dirigir e atuar, nem sempre trazem um bom resultado. Estar ciente de que estudo e dedicação são fundamentais. Deve cobrar o máximo e sempre ser o primeiro a dar o exemplo, viver o que prega.

        Escolha do texto: Fale com seu pastor, veja qual a necessidade de sua congregação ou do público que será atingido. Escolha uma peça que seja viável, ou seja, que o grupo tenha recursos humanos e físicos para montá-la. A mensagem deve estar clara! Mostre a peça escolhida ao seu pastor e ouça suas dicas. Muitas vezes é mais fácil elaborar um texto do que achar pronto algo que se encaixe com cada situação.

        Escolha do elenco: Escolhido o texto, escolha o elenco ou, se for um grupo montado, faça a divisão dos papéis. O diretor ou líder deve levar em conta a aparência, tonalidade da voz, idade, etc. O ator de ser a cara do personagem? Não necessariamente, mas se aproximar dele para que passe ao público mais veracidade. Homem fazer papel de mulher, nem pensar! Só em esquetes do gênero. O líder deve estar atento ao potencial de cada ator e auxiliar na montagem do personagem. Procurar não taxar alguém como “fulano sempre faz papel de Deus”, ou “fulano só serve pra fazer papel cômico”, desafie seus atores, quanto mais diferente o personagem da personalidade do ator, mais chance de desenvolver a sua criatividade cênica.

        Organização dos ensaios: Antes de tudo, ore! Peça a presença de Deus nos ensaios. Estabeleça datas e horários para os ensaios e cobre responsabilidade e pontualidade. Distribua os papéis e façam a primeira leitura, onde os atores começam a conhecer seus personagens, características físicas e psicológicas. Trabalhe a entonação de voz em cada fala, qual o sentimento que deve ser passado. Faça exercícios de relaxamento, de confiança, de improvisação, etc. Uma boa oficina de dramatização é sempre bem vinda. Depois, ensaie cenas isoladas, determinando a marcação de cada personagem e cobre o texto decorado. Corrija erros e dê sugestões, quando o grupo está “enjoado” de ensaiar determinada cena é porque ela está quase boa! Comece então a juntar as cenas. Não permita que o ator segure o texto na mão durante o ensaio, isso dificulta a marcação, se for preciso, dite as falas. Vá incluindo aos ensaios, o cenário, iluminação, figurino e sonorização. Estes efeitos, por mais simples que sejam, dão a peça muito mais vida. Introduza as marcações de movimento: entradas, saídas, quando senta, quando levanta, caminha, pára, gestos, etc. Quanto mais marcada a cena, mais bonito será o resultado final. Lembre-se: não ficar de costas para o público, não falar de cabeça baixa, etc.

        Produção: Produção não significa “superprodução”, a peça pode ser bem modesta em cenário, figurino, iluminação e sonorização, mas deve ser bem planejada, não colocar um fundo musical só pra dizer que tem, ou amarrar uns lençóis e ficar de calça jeans por baixo. Lembrem-se: Para Deus o melhor! E com criatividade, pode-se montar uma bela peça com poucos recursos. Faça um ensaio geral onde tudo esteja realmente pronto, falas decoradas e interpretadas, marcação perfeita e muito sentimento. E… que Deus abençoe a estréia e também as demais apresentações.

            “Despreparo inicial é aceitável, mas acomodação é injustificável e traz terríveis resultados. E enquanto não dermos importância ao bom desempenho de cada função, ainda assistiremos a muitos trabalhos fracassados por causa da superficialidade das interpretações” e, em conseqüência disto, superficialidade da mensagem.

            Que Deus ilumine nossas ações e guie nossos diretores e atores a levarem a mensagem da salvação em Cristo de forma responsável e criativa. A boca fala do que está cheio o coração, enche teu coração com o Espírito Santo e fale de Deus aos corações das pessoas.

            Semana que vem vamos falar sobre a criação de uma peça teatral. Aguarde!


Responses

  1. Gostei! Na minha igreja nao temos um grupo de teatro, mas ja participei de varios e gosto muito! É sempre bom contar com técnicas mesmo.. nao pensar que tudo está incluso no dom.. Gosto de fazer uma relação com a musica, que é mais difundida pela IELB e JELB.. para tocar bonito tem que treinar, procurar fazer aulas, se dedicar.. nao sai “do nada”.. assim é com o teatro!
    Gostei muito mesmo do texto, acho que será de grande importância para muitos jovens!!

  2. É isso aí Miguel…vamos estudar e praticar!
    Até mais,
    Daniela.

  3. Onde e como estudar teatro? Se tiver oportunidade de fazer um curso, ótimo! Mas na internet tem e aqui terá muito material para ser estudado. Se alguém tiver alguma dúvida ou sugestão, fique a vontade!
    Até mais,
    Daniela.

  4. Sou lider do grupo da minha igreja mas quase não temos tempo pra ensaios porque tem culto quase todos os dias ou ensaios de outros ministerios,
    Já tentei fazer ensaio depois do grupo de jovens, mas parece que por minha idade ninguem me leva a sério. Deus abençõe.

  5. Obrigado Daniela..,sigo todas essas suas dicas e vejo que vc é uma pessoa muito abençoada…,tenho buscado mais informações pois assumi um grupo e estou dando uma nova postura para ele na minha igreja, tenho estabelecido regras para fechar em um grupo realmente dedicado na importância do teatro cristão e não um grupo que somente queira se aparecer. Minha dúvida é quanto a ex-líder, que era contra minha entrada no grupo depois q percebeu minha experiencia, me fez muita coisa, mas sempre fui uma pessoa calma,tranquila e temente a Deus…, ela acabou abandonando o grupo e eu assumi,e dei uma nova cara e qualidade para a Obra de Deus…,tenho apoio do meu pastor…,agora esses dias…, a ex líder veio até mim e pediu desculpas pelo q fez comigo e pelo grupo..pediu para voltar e passei para o pastor o qual aceitou. O Problema q tenho em minhas mãos é que ela já no primeiro ensaio já quis corrigir os outros( Q eu Intervi) e questionou algumas ordens minhas( E também fiquei firme naquilo q Deus colocou pra mim para a peça) perante o grupo. Então, qual deve ser minha atitude com ela, devo mostrar que ela não é mais a líder, que o grupo está sobre meu comando agora e cortar essas atitudes que querem me tirar de foco?? Chamo em um canto e falo abertamente? Vou passar isso para o pastor que tem sido meu conselheiro direto, mas queria ouvir uma opinião sua, se possivel. Obrigado!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: