Publicado por: Luise Lüdke | 16 novembro, 2008

Você tem medo de quê?

Tu, ó Senhor Deus, és tudo o que tenho. O meu futuro está nas tuas mãos; tu diriges minha vida. Como são boas as bênçãos que me dás! Como são maravilhosas! Eu louvo a Deus, o Senhor, pois Ele é o meu conselheiro, e durante a noite a minha consciência me avisa. Estou certo de que o Senhor está sempre comigo; Ele está ao meu lado direito e nada pode me abalar. Por isso o meu coração está feliz e alegre, e eu, um ser mortal, me sinto bem seguro, porque tu ó Deus me proteges do poder da morte. Eu tenho te servido fielmente, e por isso não deixarás que eu desça ao mundo dos mortos. Tu me mostras o caminho que leva à vida. A tua presença me enche de alegria e me traz felicidade para sempre.

 

Salmo 16. 5-11

 

 

 

            Que sentimento prevalece hoje no coração das pessoas?! Diante de um mundo que cada vez mais se mostra injusto, as pessoas sentem medo. Medo da violência que cada vez mais machuca e tira a vida; medo de, perante o capitalismo que nos coloca em permanente competição e guerra, perder o emprego; medo de não passar no vestibular; medo da água acabar; medo de confiar nas pessoas; medo de sair de casa; medo de ser enganado, de ser vítima de fofoca e intriga; medo do trânsito; medo do futuro…

            Esse é um sentimento que cada vez mais toma conta dos corações das pessoas, e são tantos e tão diversificados os medos. O medo, a angústia e o pânico são os chamados “mal do século XXI”. Cada vez mais pessoas procuram ajuda de profissionais em busca da dissipação deste sentimento, em busca de voltar a sentir alegria na vida.

            E isso tem solução? É possível reverter esse contexto? Talvez não vivamos para ver um mundo livre de medos, mas podemos viver aqui, agora, fazendo prevalecer outro sentimento em nossas vidas: a alegria! Como? Entregando nossas vidas nas mãos de Deus, permitindo que Ele nos guie, pedindo em oração que Ele mande os seus anjos para guardarem nossos caminhos e os caminhos daqueles que estão ao nosso redor, para que nem mesmo nossos pés sejam machucados nas pedras (Salmo 91.11).

            Aquele que deposita a sua confiança no Deus Eterno pode, em algum momento de sua vida, sentir medo; porém a alegria será maior porque o olhar desta pessoa estará nas maravilhas de Deus, e não nas circunstâncias, como diz a letra de um hino bastante conhecido, ela não será guiada pelas vistas de um mundo decadente, mas pelo amor de Deus!

            Então, podemos viver em alegria, independente dos problemas que nos rodeiam, porque Deus está do nosso lado e nada poderá nos abalar, porque existe um tempo certo para tudo, até para o sofrimento (Eclesiastes 3). Por isso, aqueles que sentem toda essa alegria, só não podem ter medo de uma coisa: divulgar esse amor que dissipa todo o medo, todo o temor, toda a insegurança.

            Oremos a Deus, para que Ele nos mostre o caminho que leva à vida, para que Ele nos ajude a aproveitar nossas vidas livres do medo, e para que nos auxilie a fazer prevalecer outro sentimento no mundo: a alegria!


Responses

  1. Deus é mesmo maravilhoso,muito bom saber as coisas dele…,sei que nao importa o que aconteçer Deus vai estar conosco sempe!!eu amo esse Deus.
    Pessoal continuem assim.animando a galera sempre e nos orientando de todos nossos pensares!
    beijos e abraços.

  2. Tempo para tudo (Eclesiastes 3), este texto vem me “perseguindo” nos últimos meses, meses de muitas mudanças em minha vida, muitas provações, medos e tb muitas alegrias na certeza de que Deus, no seu tempo e a todo o tempo, nos ajuda, nos mantém, nos guia, nos dá sabedoria para atravessarmos estes maus tempos de medos e ver e sentir a alegria que é poder estar sob sua proteção.
    Paizinho do céu, minha maior alegria é ser sua filha, e por isso não tenho mais medo dos maus tempos. Amém!

  3. Eu vejo que somos atribulados por diversos medos do dia-a-dia. Mas o medo, a angústia e o pânico são conseqüências de onde nós buscamos a resposta para cada uma das coisas que nos assolam.

    E invariavelmente buscamos respostas por nós mesmos, com as nossas forças, e confiamos mais em nossas pernas do que na mão de Deus.

    Lutero dizia algo na seguinte linha: o default do coração humano é nos orgulharmos de nossas próprias obras. E com esse orgulho vem a confiança: em nós.

    E dessa confiança e orgulho vem o medo, a angústia e o pânico… pois somos falíveis. E mesmo nos momentos em que muitas coisas dão certo, isso só serve para fortalecer a confiança centrada em nossas obras. E desse jeito, volta e meia perdemos a capacidade de descansar…

    … não é à toa que Jesus se diz Senhor do Sábado. Ele é o Senhor do dia do descanso. O Senhor do descanso.

    Deus descanso no sétimo dia não porque ele precisa descansar, mas porque foi o momento de olhar para trás de ver que tudo era bom. Ele olhou para o seu trabalho e ficou satisfeito.

    Da mesma forma nós, somos convidados a olhar para trás, nas nossas vidas e perceber a obra de Deus em nós, e nela ficarmos satisfeitos. Percebendo que Ele esteve ao nosso lado até aqui podemos olhar para o futuro e dizer com o salmista: “a tua presença me enche de alegria e me traz felicidade para sempre.”

    Muito legal essa reflexão, Luise.
    Parabéns!

    .abraços.
    .el.

  4. Muito legal,Luise.Parabéns!
    É isso aí.
    E é como diz em Isaías: Quem tem fé não tem medo!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: