Publicado por: Daniela | 27 março, 2009

Dia Mundial do Teatro

          O Dia Mundial do Teatro, criado em 1961 pelo Instituto Internacional do Teatro, é celebrado todos os anos no dia 27 de Março. Nesta data é publicada uma mensagem de alguma personalidade do teatro mundial. Segue a mensagem publicada em 27 de março de 2008 por Robert Lepage, canadense, homem polivalente do teatro, reconhecido internacionalmente e elogiado pelas críticas.

Dia Mundial do Teatro, 27 de Março de 2008

Mensagem Internacional por Robert Lepage

          “Existem várias teses sobre as origens do Teatro, mas aquela que mais me interpela é a que surge sob a forma de fábula. Uma noite, em tempos imemoriais, um grupo de indivíduos reuniu-se numa pedreira, para se aquecer à volta de uma fogueira e contar histórias. Estando todos em conjunto, um deles lembrou-se de se levantar e usar a sua sombra para ilustrar o seu discurso. Com a ajuda da luz das chamas, ele fez aparecer sobre as paredes da pedreira personagens enormes. Os outros, divertidos, reconheceram passo a passo, o forte e o fraco, o opressor e o oprimido, o deus e o diabo. Nos nossos dias, a luz dos projetores substitui a fogueira e a máquina de cena, foi outrora, os muros da pedreira. E sem querer contrariar certos puristas, esta fábula lembra-nos de que a tecnologia está mesmo na origem do teatro, não devendo ser vista como uma ameaça mas sim como um elemento, agregador. A sobrevivência da arte teatral depende da sua capacidade de se reinventar integrando novos utensílios e novas linguagens. Senão, como poderá o Teatro continuar a ser testemunha das grandes desafios da sua época e promover o entendimento entre os povos, se não fizer ele mesmo prova de abertura a essa reinvenção? Como poderá ele vangloriar-se de oferecer soluções para os problemas de intolerância, de exclusão e de racismo, se se recusa, na sua arte, a toda a mestiçagem e a toda a integração? Para representar o mundo em toda a sua complexidade, o artista deve propor formas e ideias novas e ter confiança na inteligência e de capacidade do espectador em distinguir a silhueta da humanidade no seu perpétuo jogo de sombras e de luz. É verdade que ao brincar com o fogo, o homem corre o risco de se queimar, mas ele dispõe igualmente da oportunidade de atrair e de iluminar.”

          E quanto ao teatro cristão? O que podemos dizer para o mundo neste Dia Mundial do Teatro?

          Até mais,

          Daniela.


Responses

  1. Dia mundial da mentira?
    Dia mundial do mythos?
    Dia mundial da mentira e da fábula cristã?

    Eu nem sempre consigo desligar a idéia de teatro como uma espécie de mentira, pregação de peça, mesmo quando tratamos de teatro cristão ou com fundo ou mensagem cristã. Mesmo quando tentamos apresentar o texto bíblico com a maior exatidão possível, estamos inventando posturas, imprimindo interpretação vocal, facial e corpórea ao que lemos na Bíblia, portanto, inventamos – com a melhor das intenções.

    Digo isso para lembrar que teatro, por mais verdadeiro que ele tente ser, por mais verdades Bíblicas que ele possa conter, sempre terá um elemento muito forte: o elemento ficcional e fabuloso – em todos os sentidos.

    O teatro cristão precisa ser lembrado que, ainda que não procure retratar de fábulas ou mitos, ele precisa ser fabuloso! Na minha opinião, em algum grau pelo menos, o teatro cristão precisa ser encantador, hipnotizador, ou como já disse em outros momentos, precisa ser entretenimento, pois é isso que faz as pessoas terem vontade de ver aquela mensagem até o final.

    Ser fabuloso, não interpretem mal, não é ser ultra-mega-cheio-de-investimento-financeiro encantando com grandes figurinos, cenários espetaculares, e grandes equipamentos… também não falo contra essas coisas… mas ser fabuloso começa com dedicação sobre o texto, sobre o roteiro, e sobre a interpretação.

    Talvez o seu grupo esteja começando e portanto o lado fabuloso dele poderá levar um pouco mais de tempo para aflorar ou ser desenvolvido. Mas não desista. Persiga o lado fabuloso, persiga o “ser encantador”… persiga sempre a idéia de cativar o público com os elementos mais simples e que sustentam o teatro: bom texto, bom roteiro, boa interpretação. O resto são complementos e “firulas” que podem ser acrescidas com o tempo.

    Eu acredito que o teatro cristão, quando receber de nós esse elemento fabuloso, tem tudo para ser esse transformador social: seja com uma simples mensagem literalmente social seja com a mensagem de salvação em Jesus que ele pode conter (nem sempre deve).

  2. Olá Rahel… bom te “ver” novamente por aqui… seja bem-vindo!
    Obrigada pelo comentário, vc me fez pensar sobre alguns assuntos… principalmente sobre a comissão de teatro da JELB.
    Até mais.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: