Publicado por: jerritomm | 17 junho, 2009

Juventude e o sexo

Oi, tenho 22 anos e sou virgem! Brincadeira, heheheh, tenho 26. Tenho que admitir que não tenho coragem de sair dizendo por aí que sou virgem, garotos e garotas de 12, 13, 14 anos iriam rir de mim, porque já transaram pelo menos uma vez ou tem uma vida sexual bem movimentada. O engraçado, ou melhor, o triste dessa história é que na igreja, ou nas igrejas isso não é diferente. A virgindade é algo de que os adolescentes querem se livrar como se fosse uma doença, algo vergonhoso. Pergunto do por que dessa vergonha, se o que aprendemos na nossa igreja é que o sexo só tem lugar no casamento, que sexo fora desse espaço é pecado.

Tenho que confessar que tive medo de escrever sobre esse assunto. É uma questão complicada, não quero trazer preocupação para os jovens que não são mais virgens, que em um determinado momento transaram. Mas não podemos deixar de falar do que é certo, sobre qual é a vontade de Deus com relação ao sexo. Por isso, vou começar colocando algumas afirmações que creio refletirem o que cremos e o que a igreja luterana afirma como verdade sobre o sexo:

  1. O sexo foi criado por Deus para o casamento, para as pessoas que assumiram um compromisso de amor por toda a vida terem uma experiência intensa de intimidade, e também, para que desse momento pudessem gerar novas vidas.
  2. Sexo fora do casamento é pecado sim, é adultério, é fornicação (toda e qualquer relação sexual fora do casamento, seja antes do casamento ou durante, com uma pessoa que não seja o esposo ou a esposa).
  3. Deus perdoa os nossos erros, nossos pecados, então quem transou antes do casamento, se arrependeu, pediu perdão a Deus e crê que Jesus pagou por esse seu pecado não carrega sobre si culpa alguma. Quando se casar, perante Deus será como se não tivesse pecado algum.
  4. O fato de se ter perdido a virgindade antes do casamento não significa agora que não vai fazer diferença se continuar transando, já que não é mais virgem. Quando nos arrependemos de um pecado, tentamos não cometê-lo novamente.
  5. Virgens não são mais puros que pessoas que já transaram antes do casamento. Puros são aqueles que crêem que Deus perdoou seus pecados.

Creio que isso resume um pouco do que cremos sobre sexo antes do casamento. Vivemos em um contexto histórico-social que banalizou o sexo, que desrespeitou algo que Deus criou para uma ligação sagrada e abençoada por Ele. O sexo foi transformado em um ato de egoísmo, de satisfação individual, mascarada por uma falsa filosofia de amor. Quem não ama o suficiente para querer passar toda a vida com a pessoa, não ama.

Sei que é muito difícil manter-se virgem no contexto em que vivemos, com toda a sociedade e meios de comunicação “estimulando” todos ao sexo, mas precisamos lutar contra isso. Se sabemos qual é a vontade de Deus, devemos nos esforçar para segui-la. Jesus não veio ao mundo a passeio e nem fez todo o sacrifício que fez para nós cometermos pecados à vontade, mas para que fôssemos libertos do poder do pecado, para que quando pecássemos, seja por transar antes do casamento ou por outra coisa, pudéssemos nos colocar diante de Deus, pedir perdão e Ele nos perdoar de toda a culpa tornando-nos puros e castos novamente.

Então, meus queridos, se você é virgem tente se manter assim até que você for capaz de diante de Deus jurar amor por toda a vida a uma pessoa especial que você foi abençoado por receber. Mas saiba que você não é melhor que ninguém por ser virgem, está fazendo apenas a sua obrigação de filho de Deus. Se você transou antes do casamento, creia no perdão de Deus, confie nele. Deus fez o sacrifício que fez para nos salvar de situações como essa. Se você crê assim, então Deus te tornou puro e você não é pior, ou mais impuro que uma pessoa virgem, como diz a Bíblia, somos  santos porque Deus nos torna santos, e tente não cometer mais esse pecado e também os outros, heheeh.

Que Deus nos ajude, virgens e santos e não virgens e santos. Amém.


Responses

  1. Legal Jerri,
    Pode ter sido difícil, mas tb muito relevante escrever sobre este assunto.
    Realmente quando se diz que é virgem, a maioria das pessoas nem acredita nisso.
    No meu tempo de solteira (hehehe) eu saia, dançava, bebia (com moderação), tinha vários amigos e amigas, namorava bastante e era virgem! Veja só, não precisamos nos “entregar” a qualquer um só pra estar na moda ou fazer parte de uma galera, podemos nos divertir muito e nos resguardar ao mesmo tempo.
    Difícil? Pode até ser, mas não impossível, pelo contrário… sexo DEPOIS do casamento é Tuuuuuuudddddoooo de bom!!!!!! Hehehehe.
    Até mais.

  2. Amém e amém!
    Que bom saber que a valorização de certos conceitos já ditas de forma aberta e clara a juventude cristã e aquele que ainda não encontraram o melhor, maior e perfeito amor que é o do SENHOR JESUS!
    Sexo, virgindade e mundo são coisas que aparentemente combinam!Mais será que tudoque o mundo nos ofere é bom o suficiente para sermos salvos,éitcos e cristãos?!Claro que não!
    Conserve-se puro, dee coração e mente, o melhorDeus tem para cada um de nos!E não vai ser uma satisfação individual naquele momento que fará você feliz eternamanete vivendo um casamento abeçoado por Deus!

    Fiquem com Deus e santidade perante ao altar!
    ”Teu corpo é templo dee Deus…Como você esta cuidando deste altar?!”(Lauren)

  3. Oi Gurias
    Adorei os comentários. Virgindade realmente se tornou um tabu, mas precisamos assumir que essa é a vontade de Deus. Muitas pessoas dizem que estamos em outros tempos, que virgindade é coisa que servia em outras épocas, que agora tudo mudou. Não acho que Deus fique mudando de idéia toda hora, confiamos nele exatamente pelo contrário, porque Ele não volta atrás no que diz e promete, é nisso que baseamos a nossa salvação, porque Ele nos prometeu. Além disso, se Deus achou que sexo antes do casamento não é uma coisa legal, deve ter bons motivos para isso, vcs não acham?
    Como disse a Lauren, somos templos de Deus e precisamos respeitá-lo por isso, se não for por amor a nós, que seja por amor a Deus. Além disso, como disse a Dani, podemos nos divertir, ir em festas, rir, brincar, sem ter que transar para sermos mais felizes.
    Quero frisar, ou frizar, hehehe, mais uma coisa, se somos virgens ou não, devemos ter respeito pelo sexo. Se já transamos antes do casamento, precisamos pedir perdão a Deus e Ele nos perdoará. A partir daí fica tudo certo e podemos seguir nossa vida, como servos fiéis que respeitam a vontade de Deus. Certo?

  4. Não estou falando que o que foi falado não está certo, mas gostaria de saber onde está dizendo que sexo apenas no casamento (e acho que é importante primeiro definir o que é CASAMENTO) é a vontade de Deus. Obrigado.

  5. Olá Anônimo, essa é uma discussão complicada, por quê? Porque na bíblia em nenhum momento se questionou se podia ou não fazer sexo antes do casamento, todo mundo sabia disso. Mas mesmo não falando diretamente, podemos entender a partir de certa passagens, por exemplo: Êx 22.16 afirma que se um homem seduzir uma moça virgem e sem compromisso com alguém e transar com ela deverá pagar o dote e casar com ela, pode-se concluir daí que a virgindade era regra, que se descumprida deveria ser remediada com o casamento ou com punição severas em outras situações; outra passagem esclarecedora é 1 Co 8e9 onde diz que se você tem desejo sexual, está abrasado, deve casar, ou seja, como solteiro não posso saciar meu desejo sexual transando com alguém, apenas como casado. Existem outras passagens que falam em fornicação, mas dependendo da bíblia essa palavra é traduzida com imoralidade sexual, mas fornicação é qualquer ato sexual fora do casamento, seja antes ou depois.
    Espero ter esclarecido um pouco, como eu disse, não se questionava a virgindade ou sexo antes do casamento, se falava mais do adultério, que se destava dentro da sociedade pelo efeito nocivo a família. Espero ter ajudado.

  6. Opa, a passagem do comentário de cima é 1Co 7.8,9

  7. Olá povo,
    Jerri,

    Excelente post!
    É um assunto muito bom e que faz falta o povo da JELB conversar abertamente e sem papas na língua.

    Nem sempre todos querem e podem falar abertamente, então é bom que os anônimos se manifestem por aqui livremente como aconteceu…

    … eu apenas gostaria de salientar algumas coisas:

    – sinto (sentia) falta de falar mais nos grupos de jovens sobre sexualidade em geral e não apenas sexo. Nós temos a tendência a bater na tecla do sexo e nos esquecemos que na verdade a virgindade é um tabu atualmente por todo um contexto de sexualidade e cultura que ninguém questiona. Sexualidade envolve muito mais do que sexo, vai do olhar que meninos trocam com meninas (ou meninos com meninos e meninas com meninas), passando pelos beijos, carícias (a conhecida “mão boba”), e segue até um ponto máximo de intimidade corporal através do sexo;

    Um contraponto que sempre me ocorre na questão da cultura é que hoje as pessoas são cada vez mais cuidadosas com seu dinheiro e promíscuas com seu corpo… e nós cristãos, fomos chamados para ser cuidadosos com nossos corpos e promíscuos com nosso dinheiro. E, de certa forma, os dois grupos andam mal das pernas no que tange à adulterar a vontade de Deus. E como você bem lembrou, Jerri, felizmente encontramos perdão para ambos os grupos.

    Dependendo a cultura de cada grupo, algumas coisas são mais fáceis de aceitar do que outras, por exemplo:

    – para uma brasileiro “normal”, falar que Deus quer perdoá-lo e que devemos perdoar nossos inimigos, até é impactante mas a mensagem rapidamente acha seu espaço na cultura. Por outro lado, falar em se preservar casto para o casamento conflita demais com a cultura libertina do Brasil e fica bem complicado falar sobre esse assunto;

    – por outro lado, para um indiano (não os da novela) dizer que Deus nos chama para preservar nossos corpos virgens para o casamento é algo tranquilo de se aceitar, pois para eles preservar-se já faz parte da sua cultura. Por outro lado, falar em perdão é um absurdo, pois nessa cultura é preciso que haja certo espaço para vingança.

    … ou seja, o impacto da mensagem tem muito a ver com a cultura… e nós brasileiros em relação ao sexo somos promíscuos. Pena que não somos promíscuos com nosso dinheiro também.

    De uma forma ou de outra, o que quero levantar aqui é que se fale mais de sexualidade como um todo permitindo que a Palavra de Deus transforme nossa cultura… mas é preciso ter tato e cuidado.

    (…)

    Ao Anônimo e quero lembrar algumas outras passagens… na mesma carta ao coríntios citada pelo Jerri, Paulo escreve no capitulo 6 “Será que vocês não sabem que o corpo de vocês faz parte do corpo de Cristo? Será que eu vou pegar uma parte do corpo de Cristo e fazer com que ela seja parte do corpo de uma prostituta? É claro que não! Ou será que vocês não sabem que o homem que se une com uma prostituta se torna uma só pessoa com ela? As Escrituras Sagradas afirmam: “Os dois se tornam uma só pessoa.””

    E quando é permitido que homem e mulher se tornem UM?

    Ao ser questionado sobre casamento e divórcio Jesus lembra essa mesma passagem de “Gênesis 2.24” que explica o que é o casamento: “Por isso deixa o homem o seu pai e a sua mãe para se unir com a sua mulher, e os dois se tornam uma só pessoa.” (Mateus 19.5)

    Jesus quando falou sobre adultério disse que quem olhar para um mulher e desejá-la já comete adultério (Mateus 5). Agora, se antes adultério era somente o ato sexual consumado e agora Jesus diz que basta olhar, não se aplica aqui também para atos sexuais antes do casamento… não bastaria olhar para outra pessoa e desejá-la para estar adulterando a vontade de Deus?

    Não é difícil encontrar uma dezena de passagens sobre a questão… o complicado é estarmos preparados para termos nossa cultura e comportamento questionados por Jesus da mesma forma que ele fez 2000 anos atrás. Nunca estamos. Todos desejamos mais liberdade e menos regrinhas…

    … por isso eu termino essas colocações lembrando apenas o seguinte: entendo que não podemos e não devemos exigir de ninguém, especialmente não-cristãos, que mudem suas atitudes antes de conhecerem a Jesus como seu salvador pessoal. Mudar sem ter Jesus é tentar conquistar a salvação através de obras.

    Apresentemos antes sempre Jesus como aquele capaz de mudar nosso comportamento e perdoar nosso comportamento, e que a gente possa aprender a ter paciência com aqueles que não conseguem aceitar a vontade de Deus sobre essas questões.

  8. Olá Rahel
    Valeu pela ajuda em esclarecer a posição bíblica com relação ao sexo antes do casamento.
    E com relação ao que vc falou as vezes me sinto remando contra a maré ao defender isso, tudo e todos ao nosso redor estão andando na direção contrária, e na maioria das vezes não só andando nessa direção, mas defendendo com ela.
    Paulo fala pra não nos conformarmos com o nosso século, as vezes isso se torna algo bastante difícil, ainda bem que não dependemos das nossas forças, mas Deus é o agente maior pra nos guiar.
    Gostei de como vc terminou a sua colocação, Jesus deve ser nosso objetivo, sem ele não há Espírito Santo agindo nos corações e também não há santificação verdadeira.
    Abraço


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: